Comida na rua: Feiras ocupam a cidade

Com eventos de comida ao ar livre marcados durante todo o mês de junho, Fortaleza testemunha uma nova febre no mercado.

Postado em : 28/05/2015 15h15 Em:

O mês de maio está no fim, e quem acompanhou as atividades culturais em Fortaleza pôde constatar a profusão de eventos gastronômicos realizados. Em todos os finais de semanas do período, cozinheiros itinerantes e seus foodtrucks andaram por diferentes estacionamentos da capital cearense – e até da Região Metropolitana –, oferecendo sabores a um público ávido por novidades.
Se você não conseguiu acompanhar esse roteiro, não se preocupe, junho está chegando e também vem recheado de eventos, com pelo menos seis feiras já marcadas. “É um momento especial da economia criativa”, diz Rui Palácio, proprietário da marca Seu Pudim e presidente da Associação Cearense de Foodtrucks, instituição criada recentemente para lidar com essa nova fatia do mercado gastronômico. “Pessoas com o dom da culinária e que normalmente não conseguem externar sua criatividade num estabelecimento fixo encontraram uma maneira de criar produtos diferentes”, argumenta.

foo11

Para Palácio, a empolgação do fortalezense com os chamados foodparks não é algo passageiro. “Acredito que veio para ficar. É uma maneira de ter uma refeição rápida e despojada, além de ser um passeio diferente para as famílias”, afirma. O presidente destaca que em Fortaleza ainda não há legislação para regulamentar as atividades dos carros que vendem comida na rua, por isso a utilização frequente de estacionamentos e espaços privados.
Um novo exemplo da safra é o Circus Foodpark, realizado por uma empresa de publicidade que antes trabalhava para outros eventos gastronômicos do mesmo porte. “Queríamos fazer com que nosso evento não fosse só uma praça de alimentação de shopping ao ar livre. Queríamos trazer um conceito por trás disso. Então incluímos algumas atrações de circo que vão se apresentar ao longo da programação”, explica o idealizador Rafael Frota. Marcada para os dias 5, 6 e 7 de junho, a primeira edição acontece numa área de 10 mil m² na esquina entre as avenidas Virgílio Távora e Santos Dumont. Outra característica do Circus é a itinerância: a estrutura deverá ser montada em diferentes terrenos particulares da cidade.

food-total

Já o Reserva Foodpark, realizado em abril, foi um dos eventos que surpreendeu tanto os organizadores quanto o público: previsto para acontecer durante três dias, foi estendido por mais um. Davi Mesquita, do foodtruck Mache!, garante que todos os envolvidos nesse tipo de iniciativa acabam ganhando. “Nós atraímos clientes para os shoppings, enquanto contamos com estrutura e localização privilegiada”, diz.
Renata Valentim, da Antoinette Boutique, é outra empresária que tem aproveitado o crescimento de foodparks. “Tentamos participar de todos, já que depois dos eventos conseguimos fidelizar alguns clientes. Mas são muitos acontecendo simultaneamente, então precisamos nos programar com cuidado para que nossa agenda não fique muito lotada”, pondera.

Ocupação
O crescimento do interesse por esses eventos também chamou atenção do poder público – mais especificamente da Prefeitura de Fortaleza, que no último dia 11 apoiou a realização do Chefs na Praça. O encontro aconteceu num espaço aberto da cidade, o Parque Arquiteto Otacílio Teixeira Lima Neto (Bisão), localizado em frente ao Mercado dos Peixes da Beira-Mar. “As pessoas levaram suas famílias, estenderam suas toalhas na grama ou ocuparam as mesas. Foi um programa bem diferenciado”, avalia Solange Arraes, produtora da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Outro evento semelhante realizado pela secretaria, a Feira de Gastronomia Retrô, no Estoril, também reúne cozinheiros e empreendedores, mas sob um tema específico, baseado no receituário popular das famílias brasileiras. “A ideia é resgatar a culinária da nossas avós e das nossas mães”, diz Aldiane Lima, uma das organizadoras. Apesar dessa orientação, vários quiosques e foodtrucks da Feira não sei encaixam nela.

Edital
Pensando em valorizar os profissionais envolvidos nesse nicho, a Secultfor lançou na semana passada, para consulta pública, o edital Festival de Gastronomia de Fortaleza – Comida de Rua 2015. Serão selecionados 10 proponentes, levando em consideração a diversidade de sabores, qualidade, higiene e segurança alimentar.

food8
O evento deverá ter cinco edições, em diferentes lugares da cidade. Além dos expositores, a programação deve contar com atrações culturais. O texto da publicação, com informações sobre como se inscrever, pode ser consultado na íntegra no site da secretaria: fortaleza.ce.gov.br/cultura.

Serviço:
Circus Food Park
5, 6 e 7 de junho
Entre as avenidas Santos Dumont e Virgílio Távora e as ruas Dias da Rocha e Desembargador Leite Albuquerque, na Aldeota.
Tel.: (85) 8621.4506

Pátio Cocó Gastropark
12, 13 e 14 de junho
Av. Eng. Santana Junior, 2977, Cocó
Tel.: (85) 3258.5353

Encontro Food Trucks Super Guará
19 e 20 de junho
Av. Dr. Theberge, 2111, Presidente Kennedy
Tel: (85) 3206.8160

Chefs na Praça
20 e 21 de junho
No Mercado dos Pinhões (Praça Visconde de Pelotas, 41, Centro)
e no Parque Bisão (cruzamento da Rua Tereza Hinko com a Avenida Beira- Mar, no Mucuripe)
Tel.: (85) 3105.1146

Food Park Dom Luís
19, 20 e 21 de junho
Av. DomLuís, 920, Aldeota
(85) 4012.5252

Lá fora Food Park
28, 29 e 30 de junho
Av. Washington Soares, 85,
Edson Queiroz – shopping
Iguatemi
Tel.: (85) 3458.0402

Leonardo Bezerra
Repórter

Busca Estabelecimentos

digite os campos abaixo para fazer uma busca refinada em nossos estabelecimentos: