À mesa com Izakeline Ribeiro: Mulheres na gastronomia

No comando da cozinha, do salão ou do empreendimento, conheça mulheres que fazem a diferença no mercado gastronômico de Fortaleza

Postado em : 09/03/2018 5h05 Em:


EQUIPE UNIDA

 

Vailma gerencia um bistrô. Foto: LC Moreira

Vailma gerencia um bistrô. Foto: LC Moreira

Vailma Barbosa é natural de Iracema, interior do Ceará, mas desde criança mora em Fortaleza, quando a família decidiu mudar-se para a capital. Formanda em Pedagogia, a cearense se encontrou na gastronomia, quando começou a trabalhar no setor de hotelaria, onde era responsável pela área de eventos. Antes, chegou a trabalhar em banco e também trabalhou na área administrativa e financeira de uma loja de madeiras.

A experiência em diversos segmentos deu corpo ao currículo de Vailma que, atualmente, é a gerente do D’Abelle Bistrô, onde hoje é responsável por uma equipe de 18 profissionais, sendo a maioria homens.

Para garantir o bom funcionamento de um restaurante com 65 lugares, Vailma afirma que o principal desafio é manter a equipe unida, motivada e proativa. “Isso reflete diretamente no cliente e na qualidade do serviço. Nossa proposta é surpreender o cliente a cada nova experiência dele em nossa casa, oferecendo serviço diferenciado e um astral único, que contagia quem chega ao D’Abelle”, afirma ela, destacando que nunca teve dificuldades em relação ao fato de ser uma mulher em posição de comando.

 

GESTÃO COERENTE

Silvana Guimarães também é de Iracema, no interior do Ceará. Formada em Serviço Social, a empresária e proprietária do D’Abelle Bistrô ainda chegou a cursar Ciências Econômicas. Assim que se formou, entrou na Petrobras, onde passou por vários cargos, sendo necessário realizar vários cursos na área de gestão, como de pessoas, empresarial, marketing, qualidade etc. “Praticamente fiz uma especialização em Administração. Isso me habilitou para que eu tivesse condições de ter um negócio, de fazer a gestão de uma empresa”, conta.

Silvana é proprietária do D’Abelle Bistrô. Foto: LC Moreira

Silvana é proprietária do D’Abelle Bistrô. Foto: LC Moreira

Desde que casou, iniciou no mundo da gastronomia como grande apreciadora, juntamente com o marido. Viajou para vários países e também para outros Estados do Brasil para conhecer a gastronomia das regiões de maior destaque no assunto e frequentou os melhores restaurantes desses locais. Visitou também várias vinícolas famosas e participou de diversas degustações e harmonizações. Começou a viver tanto o mundo da gastronomia que acabou abrindo um restaurante, que hoje conta com 13 homens e cinco mulheres na equipe.

“Embora, no caso do D’Abelle, tenha duas mulheres nas funções de comando, eu na gestão e orientação do negócio e a Vailma na gerência, não tivemos problemas por sermos mulheres. Pois, desde o início, procuramos impor respeito e disciplina como um dos pré-requisitos para ser funcionário do D’Abelle. O nosso preparo e conhecimento também evitam maiores dificuldades”, destaca a empresária.

Silvana concorda com Vailma que um dos principais desafios é manter a equipe bem treinada e motivada, mesmo com 10 anos de funcionamento da casa. Sustentar o mesmo padrão e qualidade desde o início, enfrentar com habilidade os diversos tipos de cliente, a diversidade de gostos e conseguir que a grande maioria saia satisfeita também deixam Silvana sempre alerta. “Atualmente, com a crise, conseguir obter resultados financeiros positivos, uma vez que os alimentos e bebidas sofreram muitos aumentos nos últimos anos (e continuam subindo diariamente) e não podermos repassar tudo para o cliente é mais um desafio diário”, afirma a empresária.

 

Cultura Nordestina

Glícia é a responsável pelo restaurante de comida regional Maria Chica. Foto: LC Moreira

Glícia é a responsável pelo restaurante de comida regional Maria Chica. Foto: LC Moreira

Glícia Maria Alves Vieira é natural de Catolé do Rocha-PB, mas mora em Fortaleza há 25 anos, quando casou com um cearense. Proprietária e chef de cozinha do Restaurante Maria Chica, especializado em comida regional, Glícia decidiu seguir os passos de cozinheira da avó. Em Fortaleza, antes de abrir seu restaurante, foi gerente de outra casa por sete anos. “Quando surgiu a oportunidade, decidi montar meu negócio, e de acordo com minhas posses fui construindo esse sonho, de trazer o interior para a capital, num lugar onde as pessoas pudessem viajar no tempo, resgatando as origens da cultura nordestina”, conta ela, que inaugurou o Maria Chica, que tem capacidade para 100 pessoas, em 2008.

Atualmente, comanda uma equipe de 15 pessoas, sendo a maioria mulheres. O estabelecimento é capaz de atender a até 100 pessoas. “O maior desafio de todos foi montar uma equipe de mão de obra hábil a partir de funcionários inicialmente sem qualificação nessa área, para só então enfrentar o desafio final de conquistar clientes”, conta ela, que trabalha desde os 9 anos de idade.

Para conquistar o público, a empresária investiu no ambiente, na farda temática dos funcionários, numa bodega (pequena mercearia) de itens regionais e na decoração. “O cenário como um todo se completa e abraça os clientes em todos os sentidos. Além do ambiente, a música de fundo por conta de mestres do forró pé de serra; aromas irresistíveis e um espetáculo de sabores para todos os paladares”, ressalta Glícia, que prepara diariamente um buffet regional com 100 opções.

 

Doce vida

A fortalezense Silvia Helena Vasconcelos é chef de cozinha, formada em Administração com habilitação em Hotelaria e Gastronomia. Há 25 anos, deu os primeiros passos na gastronomia ao acompanhar a sogra na produção de bolos e salgados. A breve experiência serviu para indicar qual caminho seguiria. Desta forma, na casa onde morava, abriu a Doce Gula, onde hoje continua sendo a loja da Av. Oliveira Paiva, porém totalmente ampliada.

Silvia Vasconcelos, há 25 anos, adoça o paladar cearense com sua Doce Gula. Foto : Izakeline Ribeiro

Silvia Vasconcelos, há 25 anos, adoça o paladar cearense com sua Doce Gula. Foto : Izakeline Ribeiro

No início, foi bem difícil… O espaço era pequeno e só havia um fogão e uma geladeira, poucos recursos, mas muitos clientes. O diferencial de sabor e da qualidade foram fundamentais para o crescimento da Doce Gula. Com a propaganda boca a boca, as vendas cresceram e foi possível investir em equipamentos e na ampliação da loja”, conta Silvia. Uma época de muito trabalho, tipo trabalho de formiguinha mesmo, e muita força de vontade que hoje se apresenta em duas lojas: a matriz, na Cidade dos Funcionários, oferece 100 lugares, e a mais recente, na Aldeota, conta com 80 lugares.

Atualmente, Silvia coordena uma equipe de 120 funcionários, em sua maioria mulheres, distribuídos nas duas lojas. “Elas têm uma força de trabalho incomparável, são batalhadoras, criativas e dedicadas. Boa parte delas são arrimos de família e sustentam a casa e os filhos sozinhas e ainda assim administram as suas carreiras”, ressalta a empresária, que não para um minuto e ama o que faz.

“Quando olho para trás e me vem à cabeça o que eu passei, estou certa de que faria tudo novamente. Mas, tudo na vida tem um preço. Tenho casa, um casal de filhos, mãe, parentes, e já sofri por ausências e distâncias. Em datas como Páscoa, Natal e Réveillon estou sempre trabalhando. Talvez esse tenha sido o meu real desafio de ser mulher e empreendedora. Ter, por vezes, que abdicar de uma convivência familiar. Mas me sinto abençoada, porque a minha família sempre me apoiou no meu projeto de vida e acreditou no meu potencial”, afirma.

Serviço
D’Abelle Bistrô
Rua Antônio Augusto, 799 – Meireles.
De terça a sábado, das 18h às 23h30; e aos domingos para almoço de 12h às 15h30. Instagram: dabellebistro. Facebook : D’Abelle Bistrô

Restaurante Maria Chica
Rua Thomas Edson, 239 a – Parangaba.
Funciona de segunda a sexta, das 11h às 15h; aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 16h. Facebook: restaurante.mariachica. Instagram: @restaurante.mariachica

Doce Gula Confeitaria
1. Avenida Oliveira Paiva, 1580 – Cidade dos Funcionários. Telefones: (85) 3271.2680/2030/3164.
2. Rua Leonardo Mota, 1500 – Aldeota. Telefone: (85) 3224.6616. As duas lojas funcionam todos os dias. Facebook: docegulaconfeitaria Instagram: @docegulaconfeitaria_

Busca Estabelecimentos

digite os campos abaixo para fazer uma busca refinada em nossos estabelecimentos: