À mesa com Izakeline Ribeiro: Surpreendidos pelo sucesso

Café Havanna e TeaShop superam as expectativas de franqueados cearenses que já planejam a abertura de novas unidades

Postado em : 08/09/2017 5h05 Em:

Alyne Almeida comanda a franquia do Café Havanna em Fortaleza. Foto: Rodrigo Carvalho

Alyne Almeida comanda a franquia do Café Havanna em Fortaleza. Foto: Rodrigo Carvalho

 

Um dos mais importantes segmentos do sistema de franchising, o setor de alimentação apresentou um crescimento de 5,5% em seu faturamento. Os dados fazem parte da 11ª Pesquisa Setorial de Food Service divulgada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). O levantamento indicou, ainda, que entre 2015 e 2016 houve um aumento de unidades franqueadas, cuja variação positiva foi de 2,9% – passando de 20.457 para 21.046 pontos de venda. Nessa onda de crescimento do setor, empresários cearenses decidiram apostar no modelo de franquias para investir.

bolo do Café Havanna

A estudante de Engenharia Química Alyne Almeida e o engenheiro civil Gabriel Ponte viram uma boa oportunidade de investimento na marca argentina Havanna. “Nós já éramos apaixonados pela marca e quando vimos as possibilidades de trazer uma unidade para Fortaleza, buscamos tudo que foi preciso. Foram três meses do fechamento do contrato até a abertura da loja”, conta Alyne, totalmente surpreendida pela demanda do público pelo espaço, que funciona tanto com o serviço em mesa, como venda direta no balcão.

refeição do Café Havanna

Para se ter uma ideia, as compras de produtos para os primeiros 21 dias de operação foram baseadas, segundo orientação da franqueadora, nas duas primeiras lojas em volume de vendas. Os itens acabaram em sete dias. “Nós realmente ficamos muito surpresos com a procura. Precisamos remodelar todo o nosso estoque e fazer pedidos maiores para poder atender aos clientes”, diz Alyne, ressaltando que o fluxo de vendas se manteve, mesmo após os primeiros dias da novidade.

refeição do Café Havanna

Segundo ela, o plano de expansão da marca em Fortaleza prevê a abertura de dois novos pontos até 2018, sendo possível que a segunda unidade ainda seja inaugurada até o fim de 2017.

Quem também comemora os resultados e já pensa em expansão são os sócios da unidade Tea Shop em Fortaleza. Daniel Meireles, administrador e empresário; Sarah Gadelha, administradora; Bruno Bastos, publicitário e empresário e Larah Nóbrega, nutricionista, estavam em busca de investir em uma nova atividade. Porém, com processos bem definidos e facilidade na administração, sem prejudicar os trabalhos já em andamento. “Nosso foco foi buscar uma franquia que trouxesse alguma inovação para Fortaleza. A ideia partiu do Daniel, que, a partir de uma pesquisa de oportunidades, vislumbrou na Teashop um perfil que se enquadrava nos nossos anseios”, conta Bruno Bastos.

Daniel Meireles, Sarah Gadelha, Larah Nóbrega e Bruno Bastos são os responsáveis pela TeaShop de Fortaleza. Foto: Rodrigo Carvalho

Daniel Meireles, Sarah Gadelha, Larah Nóbrega e Bruno Bastos são os responsáveis pela TeaShop de Fortaleza. Foto: Rodrigo Carvalho

 

Depois de viagens para conhecer o funcionamento das lojas em outros Estados, os sócios viraram clientes da marca e entraram em contato com outros franqueados. “Após toda a pesquisa feita, decidimos avançar e passar pela entrevista com o franqueador, e um curso de 15 dias em Porto Alegre nos tornou aptos a sermos franqueados da marca. O processo todo levou quatro meses”, conta Daniel.

chás do TeaShop de Fortaleza

O maior desafio em todo o processo foi o treinamento da equipe. Segundo Sarah Gadelha, o volume de informação sobre as inúmeras variedades de chás e infusões, cada benefício que pode ser encontrado ao consumir o chá é muito extenso. “E ainda está sendo uma busca constante pela excelência da informação e transmissão de conhecimento para nossos clientes. Uma venda acaba se tornando uma aula sobre o chá, e isso é muito gratificante, pois acabamos trazendo novos adeptos e consumidores de um chá de qualidade”, comenta.

De acordo com Sarah Gadelha, ela e os sócios pretendem abrir mais uma unidade em Fortaleza, em 2018, e já estão em processo de pesquisa para levar a Teashop para outra capital do Nordeste.

chá do TeaShop de Fortaleza

E a receptividade à marca surpreendeu. “Superou as expectativas logo no primeiro mês. O produto também ajuda muito, pois todos os chás são de altíssima qualidade. A marca é muito forte na Europa, sendo a maior operação de chás do continente europeu, além de já ser a maior do Brasil”,
ressalta Daniel.

 

O QUE PEDIR NO CAFÉ HAVANNA:
. Alfajor au Café – espresso, doce de leite, sorvete e alfajor merengue
(R$ 18)
. Capuccino Havana – espresso, leite e borda de doce de leite (R$ 12)
. Torta Rogel – massa folhada intercalada com doce de leite e coberta com marshmallow (R$ 14,50)
. Cheesecake de Doce de Leite
(R$ 14,50)

O QUE PEDIR NO TEA SHOP:
. Quiche de ricota com geleia de pimenta (R$ 11,90)
. Bolo de banana low carb (R$ 8,90)
. Apple Temptation gelado – infusão de maçã, folhas de amora e ácido cítrico (R$ 8)
. Gracia Blend White – chá branco da China com baunilha, laranja, rosas, marianinha e girassol (R$ 13 – bule para duas pessoas).

Serviço
Café Havanna
Shopping Iguatemi – Piso Térreo

TeaShop
Shopping Rio MarFortaleza – Piso L2

 

Busca Estabelecimentos

digite os campos abaixo para fazer uma busca refinada em nossos estabelecimentos: