Na cozinha com Leo Gondim: As delícias de Aimê

Hoje, nossa cozinha está entre o café e as tapiocas, duas preparações que por si só se harmonizam. Vejam as delícias de dicas

Postado em : 12/01/2018 5h05 Em:

Comidinhas que todos amamos em um ambiente especial é o que se encontra no Aimê Café. Fotos: Divulgação

Comidinhas que todos amamos em um ambiente especial é o que se encontra no Aimê Café. Fotos: Divulgação

Bolo de rapadura, minibruacas, tapioca, cuscuz servido com leite e açúcar, café fresquinho. No Aimê Café, o cardápio valoriza a cozinha regional, prima pela qualidade e oferta uma diversidade em produtos para atender aos gostos dos clientes. Inaugurado em fevereiro, na Av. Barão de Studart, o ambiente acolhedor com toque retrô e artesanal remete à “casa da vovó” com todas as memórias afetivas e, claro, mesa farta! A casa abre de segunda a sábado, das 09h às 20h30, e aos feriados, das 15h às 20h30.

Aimê Café

Além de chá, sucos e refrigerantes, o Aimê tem várias opções de cafés: do tradicional coado ao expresso, passando pelo mocha até o Afogatto de Capuccino (cappuccino servido com sorvete de creme e finalizado com chantilly), privilegiando os cafés especiais de diversas regiões brasileiras.

Entre os sabores de acompanhamentos que o Aimê serve, a dica da proprietária, Ana Lúcia Sales, vai para o delicado bolo de rapadura, que tem “deliciosos aroma e sabor, sendo doce na medida certa”. Para quem não abre mão de chocolate, a sugestão é o brownie meio amargo de colher com sorvete de queijo coalho. Já para os fãs de gostosuras mais adocicadas, o cappuccino gelado com borda de chocolate ou o café com borda de creme de avelã são boas pedidas. Aqueles que são adeptos de dietas sem lactose também podem se deleitar com o cardápio do Aimê sem medo: a casa oferece várias opções doces e salgadas feitas sem leite. Para os cafés da manhã ou da tarde, o menu traz tapiocas nas versões simples, crocante (com queijo coalho) ou recheada (com carne de sol, queijo, presunto).

comidas do Aimê Café

Diversas opções de salgados, pães especiais e sanduíches – incluindo o Sanduíche da Vovó (com mortadela e geleia), o favorito de Ana Lúcia na infância – ampliam as opções de degustes. O tradicional cuscuz não pode faltar na mesa do cearense, e no Aimê ele pode ser servido também com leite e açúcar, como muito se fazia antigamente. Outra tradição nordestina no cardápio é a memorável bruaca, que tem aquele gostinho caseiro de quero mais, em receita da mãe da Ana. A porção de minibruacas também é servida com geleia, melaço de cana ou cream cheese. A outra novidade é que de segunda à sábado o Aimê tem almoço, tudo feito com muito carinho para você.

dona do Aimê Café

Na bodega do Aimê pode-se adquirir quitutes regionais para viagem, como broas, “bulim”, biscoitos variados e petas. Também estão à venda publicações de autores nordestinos e é possível realizar troca de livros. No espaço, foram realizadas oficinas de café e bordado e a proprietária já planeja fomentar uma programação cultural ainda mais abrangente. “Todos esses diferenciais e ações refletem bem a proposta do café, que é oferecer uma experiência única ao cliente e a oportunidade de realizar refeições saborosas, bem nutritivas em local acolhedor, rico em cultura e repleto de memórias afetivas”, ressalta Ana.

Aimê Café

Busca Estabelecimentos

digite os campos abaixo para fazer uma busca refinada em nossos estabelecimentos: