Sebrae lança movimento para reforçar a importância dos pequenos negócios para a economia e geração de emprego

O objetivo é o fortalecimento das MPE, reconhecidas pela flexibilidade e por responderem mais rápido aos desafios como o atual momento econômico.

Postado em : 06/08/2015 10h10 Em:

sebrae

Os pequenos negócios vêm fazendo, cada vez mais, a diferença na geração de empregos no país. Segundo o CAGED- Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, relativo a março/2015, por exemplo, os pequenos negócios foram responsáveis pela geração líquida de 41.342 empregos formais celetistas no país, enquanto as médias e grandes empresas continuaram a demitir mais do que empregar, registrando saldo negativo (demissões líquidas) de 25.072 empregos.

Comparando-se o saldo de empregos gerados pelas MPE em março de 2015 com o registrado por elas no mês anterior, houve elevação significativa de 442% e, no comparativo com igual mês do ano passado, constata-se aumento de 1.764%.

compre do pequeno negocio sebrae

Avaliando o desempenho regionalmente, constata-se que o Ceará apresentou, na região Nordeste, o melhor saldo de empregos formais gerados no setor de serviços (onde a atividade turística está inserida) nos últimos 12 meses. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, mostram, ainda, que o Ceará registrou 13.890 empregos no saldo positivo, representando 38% dos empregos gerados na Região.

Na análise do resultado por atividade, dentro do setor de serviços, os segmentos alojamento e alimentação apresentaram os melhores resultados, ocupando o primeiro lugar do ranking do Ceará no saldo positivo. Foram 3.655 empregos gerados por essas atividades nos últimos 12 meses, o que representa cerca de 26% do total de vagas dentro do setor de serviços no Ceará.

Movimento

E foi para garantir a manutenção do bom desempenho dos pequenos negócios, que o Sebrae lançou, ontem, 05/08, o movimento “Compre da Pequena Empresa”. A iniciativa é nacional e objetiva mostrar à sociedade as vantagens de se incentivar as pequenas empresas, priorizando-as na hora das compras.

Principalmente porque, ao comprar da pequena empresa, o consumidor fortalece a Economia local e promove ganhos para a comunidade, ao mesmo tempo em que aumenta a competitividade do segmento que mais postos de trabalho e renda gera no país e no estado.

Menores e com maior proximidade dos seus consumidores, os pequenos negócios levam vantagem em tempos de crise, já que a relação deles com os seus clientes é diferenciada e há uma resposta mais direta do gestor quando acontece uma mudança das necessidades dos seus consumidores, o que leva a uma maior agilidade na promoção de novos arranjos, em relação a uma grande empresa. Daí a ideia do movimento, que pretende reunir toda a sociedade em torno da importância estratégica das MPE nesse momento difícil da economia.

SAIBA MAIS:

– No Brasil existem, hoje, 8,9 milhões de micro e pequenas, além de 5 milhões de microempreendedores individuais e 5,2 milhões de produtores rurais.

-No Ceará, são 433.791 micro e pequenas empresas

– No Brasil, os pequenos negócios são responsáveis por 94% do universo empresarial, geram 52% dos empregos, por 40% dos salários e respondem por 27% de tudo o que é produzido.

Especial publicitário. Conteúdo de responsabilidade do anunciante.

Busca Estabelecimentos

digite os campos abaixo para fazer uma busca refinada em nossos estabelecimentos: